Blog Mobility todas
DICAS E ROTEIROS Roteiros Argentina

18 de June de 2018

Roteiro | Rota do vinho em Mendoza, Aconcágua e Las Leñas

Até bem pouco tempo, Mendoza era apenas um grande centro comercial e produtor de vinho na Argentina, mais conhecido entre os viajantes pela proximidade com a fronteira do Chile do que por atrações próprias. Uma injustiça que ficou no passado: Mendoza agora é um charmoso ponto de encontro de adoradores do vinho e também de aventureiros atrás do Aconcágua e da natureza da região. 

Até bem pouco tempo, Mendoza era apenas um grande centro comercial e produtor de vinho na Argentina, mais conhecido entre os viajantes pela proximidade com a fronteira do Chile do que por atrações próprias. Uma injustiça que ficou no passado: Mendoza agora é um charmoso ponto de encontro de adoradores do vinho e também de aventureiros atrás do Aconcágua e da natureza da região. Há também uma terceira pérola na região: a estação de esqui de Las Leñas, ao sul.designer replica handbags
Dia 1 Mendoza
Aluguel de carro Mendoza
Quem não pisou em Mendoza nos últimos dez anos provavelmente não irá reconhecer a cidade de hoje. As mais de 1000 vinícolas que enriqueceram Mendoza e deram fama do vinho argentino no mundo trouxeram também uma grande dose de charme. Mendoza é um centro gastronômico, com hotéis de luxo e compras de primeira. Para compensar o clima quase desértico

Deserto nos Andes
Mendoza fica no pé da Cordilheira dos Andes e a cobertura fornecida pelas montanhas justifica, em parte, seu clima seco: os ventos do Pacífico não chegam aqui. No inverno, quase não chove pouco e muitas vezes neva; o verão é mais úmido. As oscilações de temperatura são grandes: leve agasalho em qualquer época. Ou, melhor ainda, compre por lá: os produtos em couro e lã são ótimos.

, Mendoza é muito arborizada e tem no Parque General San Martín uma área fresca e bela, com zoológico. Aproveite o primeiro dia para conhecer as lojas de couro, lã e cashmere (que estão entre os melhores do mundo), se familiarizar com a cidade e, se necessário, reservar as visitas nas adegas para os próximos dias. Entre as cerca de 100 adegas que recebem visitantes para degustações, algumas, como a Família Zuccardi, só o fazem mediante reserva.omega replica watches

Dia 2 Mendoza / Valle do Maipú e Luján de Cuyo / Mendoza – 30 km
Aluguel de carro Mendoza / Valle do Maipú e Luján de Cuyo / Mendoza - 30 km
O clima seco e a altitude fazem do Valle do Maipú, no sudeste de Mendoza, uma das melhores regiões do Hemisfério Sul para o cultivo de uvas Malbec. O vizinho Luján de Cuyo é também endereço de importantes vinícolas, como a Norton (www.norton.com.ar)). Algumas vinícolas entre as cerca de 100 visitáveis não podem ser deixadas de lado. A mais próxima do centro da cidade é a Bodegas Escorihuela (www.escorihuela.com.ar)), no bairro de Godoy Cruz, já na saída para Maipú. A Escorihuela abriga um dos restaurantes mais badalados da região, tocado pelo chef Francis Mallman – cuja cozinha leve, sem frituras, foi implantada no Figueira Rubayat, de Sâo Paulo. Já no vale propriamente dito, você pode visitar a Bodega La Rural (www.bodegaslarural.com), fundada em 1895, que conta com o Museo Del Vino. Na Família Zuccardi (www.familiazuccardi.com), dos vinhos Zuccardi, e os mais populares Santa Julia. Os programas de visitação incluem, dependendo da época do ano, colheita e aulas de gastronomia. A Nieto Senetiner (que produz bons vinhos das uvas Malbec, Shiraz e Cabernet Sauvignon e tem alguns de rótulos importados para o Brasil), abriga um delicioso restaurante ao ar livre pousada (www.nietosenetiner.com.ar). Alguns dos vinhos argentinos mais premiados da atualidade, como o Catena Zapata, são produzidos pela vinícola Nicolas Catena (www.nicolascatena.com), em Luján de Cuyo. A bodega é famosa também por possuir uma reprodução de pirâmide maia. Para recarregar as energias depois de um dia de degustações, aproveite os cafés de Mendoza – ou os variados pubs da cidade, se o seu fígado permitir.

Dia 3 Mendoza / Valle do Maipú / Valle do Uco / Mendoza – 220 km
Aluguel de carro Mendoza / Valle do Maipú / Valle do Uco / Mendoza - 220 km
Como dá para notar pela quantidade de atrações, um dia não é suficiente para conhecer as vinícolas de Maipú e Luján de Cuyo. Por isso, aproveite o dia para encerrar as visitas na região e conhecer também o Valle do Uco. O Maipú pode ser mais tradicional, mas o Valle do Uco, 110 quilômetros ao sul de Mendoza, vem se destacando nos últimos anos como a mais nova e promissora região vinícola argentina. De altitude ainda mais elevada e adornado pelas neves da Cordilheira dos Andes, o vale também é propício para prática de esportes de aventura. Entre as vinícolas da região, a Salentein (www.bodegasalentein.com) é com certeza a mais famosa, com uma charmosa área para degustação e restaurante.

Dia 4 Mendoza / Aconcágua / Mendoza – 400 km
Aluguel de carro Mendoza / Aconcágua / Mendoza - 400 km
Depois de dois dias dedicados ao vinho, um pouco de ar puro das montanhas não lhe fará nada mal. Muito pelo contrário – ainda mais se as tais montanhas são nada menos que os picos mais elevados da Cordilheira dos Andes. É nessa região, entre Mendoza e Santiago, no Chile, que está o Aconcágua, com 6959 metros de altura, pico mais alto do mundo fora da Ásia. Além dele, a região tem outros nove picos com mais de 5 000 metros. A montanha fica dentro do Parque Provincial Aconcágua, onde acampam os montanhistas dispostos a escalá-la. A vista do gigante é possível de vários pontos, mas é do vilarejo de Puente del Inca, a 172 quilômetros de Mendoza, que se tem maior facilidade de admirar o Aconcágua, especialmente pela manhã. A pequena vila, a 2 700 metros de altitude, é também famosa por ser uma estação termal com vistas esplêndidas das montanhas e uma ponte natural de pedra de 21 metros de comprimento sobre o Rio Mendoza. Quem quiser pode esticar a viagem daqui até Santiago, no Chile, pela chamada Ruta 7

Ruta 7
Uma das estradas mais movimentadas da América do Sul, a Ruta 7 atravessa a fronteira com o Chile e, no sentido contrário, chega até Buenos Aires. Por isso, é grande o movimento de caminhões – mas nada que alguém que já tenha dirigido pela brasileira BR101 não tenha encarado.

.

Dia 5 Mendoza / Las Leñas – 430 km
Aluguel de carro Mendoza / Las Leñas - 430 km
A rota com seu carro de aluguel entre Mendoza e a sofisticada estação de esqui de Las Leñas passa obrigatoriamente por San Rafael (242 quilômetros ao sul de Mendoza), um centro de esportes radicais como rafting e canoeing. O Cânion de Atuel, desfiladeiro cercado por dois grandes lagos (chamados Valle Grande e El Nihuil) é parada obrigatória. Seguindo para Las Leñas, você passará por El Sosneado, que fica próximo da área onde aconteceu um famoso acidente aéreo em 1972 (retratado nos filmes Os Sobreviventes dos Andes, de 1976, e Vivos!, de 1992). Em Las Leñas, prepare o casaco de peles e as botas de couro: essa é a estação de inverno mais cara da América do Sul. São mais de 60 quilômetros de pistas esquiáveis em diferentes níveis. Mesmo que você não seja praticante do esporte, Las Leñas pode fechar sua viagem com classe, seja no cassino, seja se esquentando com o inesquecível chocolate quente.

* Total de quilômetros rodados de carro no dia


 

As melhores locadoras, carros de luxo, transfers e motoristas à sua disposição na Mobility.
Alugue agora o carro que mais combina com essa viagem no site www.mobility.com.br!
Deixe um comentário: